Se você não quer começar este ano com grandes dívidas, confira estas dicas que irão dar uma luz em seu planejamento financeiro.

Do que adianta várias simpatias na noite do ano novo para conseguir mais dinheiro, se muitos brasileiros continuam endividados e não conseguem pagar as suas contas em dia ou então, não conseguem se planejar.

FATO: nós brasileiros não termos educação financeira. Por isso, acabamos não nos programando para contas básicas do dia a dia -, aumentando significativamente as chances da conta entrar no vermelho e gerar muita dor de cabeça.

Pesquisas recentes apontam que cerca de 47,7% dos brasileiros possuem alguma dívida ativa entre R$1000 e R$5000. Ou seja, entre os 1400 entrevistados, quase a metade está perdendo o sono tentando lidar com este problema, que cá entre nós, afeta nosso emocional de forma ímpar.

Se você é uma dessas pessoas, – ou quer saber mais – que desejam melhorar a vida financeira em 2021, listamos algumas ações (bem práticas) que podem ajudar você, seus familiares e amigos. Então, confira:

1 – Limitar o seu orçamento

Quem nunca extrapolou o orçamento mensal que atire a primeira pedra! Comprar e realizar pagamentos muito além do que estava programado, parece ser algo mais que “normal”. Mas, saiba que não é.

Precisamos limitar os gastos mensais e planejar de forma prática para onde eles vão. Ou seja, priorizar as contas mais importantes que temos mensalmente e reservar um valor que ganhamos para cobrir outros custos. Após a limitação, conseguimos visualizar novas possibilidades de gastos, ajudando na saúde financeira.

O segredo não é se privar, mas é remanejar o seu orçamento priorizando, isso faz com que você comece a ter uma visão sistêmica dos seus recebimentos e pagamentos.

2 – Pergunte-se: EU PRECISO DISSO?

Trabalhamos duro todos os meses e ainda temos que nos privar de certos prazeres? Não! Afinal, faz parte de qualquer ser humano conquistar novos bens e comprar aquilo que deseja. Mas, cuidado com este sentimento, ele pode ser um grande sabotador nas suas finanças.

Existe sempre uma pergunta que você deve fazer na hora de uma nova compra: Eu realmente preciso disso?

Necessidade difere de desejo. Isto é, você necessita comer, mas, precisa de um celular ultramoderno. E novamente, não tem problema nenhum você querer um novo celular, trocar algo que está obsoleto, comer em um restaurante bom, enfim… Mas, esta simples pergunta faz com que você automaticamente reflita sobre a real necessidade de um gasto que está prestes a fazer.

Procure não ficar tão preocupado com esta pergunta e fazer dela um bicho de sete-cabeças. Encare como uma boa provocação e uma reflexão que pode te salvar de futuras dívidas ou arrependimento.

3 Controle o seu cartão de crédito

Somos uma das populações mundiais que mais utilizam o cartão de crédito. Mas, será que realmente sabemos usá-lo?

Os cartões são práticos e ajudam a gente a parcelar algum produto que desejamos, pagar algo que estamos sem dinheiro naquele momento e uma garantia financeira de que se algo acontecer, você tem como pagar. Mas, ele pode se transformar em um grande vilão para a sua vida financeira.

Não estamos falando somente do controle de consumo, mas, de gastos. Você visita a sua fatura diariamente? Confere os gastos? Saiba que isto é muito importante! É preciso visitar a sua fatura (hoje em dia de forma online), quase sempre. Isso te dá uma projeção e uma certa limitação para realizar novos gastos.

5 Compare valores e condições

O mercado possui vários serviços e produtos similares, mas, é preciso analisar antes de efetuar uma compra.

As empresas muitas vezes empurram algo para você que realmente não precisa, ou tenta tirar vantagem que ao longo prazo pode deixar a sua vida financeira mais complicada ainda. Por isso, é preciso comparar e conversar com especialistas -, que algumas empresas disponibilizam.

A dúvida na hora da comparação é normal. Mas, existe um equilíbrio que deve ser respeitado de valor x serviço/produto. É necessário muito mais que comparar preço, é preciso buscar segurança.

Por exemplo, você precisa quitar algo relacionado ao seu veículo, só que acaba pegando um empréstimo em qualquer lugar. Quando chega a primeira parcela você leva um susto, afinal, os juros são altos e não existe uma certa flexibilidade de pagamento. Neste momento, você se pergunta: porque eu não pesquisei?

Seja desde uma simples ida ao mercado, até a compra de algo com valor alto, converse, tire dúvidas, questione e compare. Esta segurança será algo decisivo para o seu bolso e uma noite de sono tranquila sem pensar que fez um negócio ruim.

Que tal ficar com a conta no azul?

Como já falamos lá no começo, grande parte dos brasileiros possuem dívidas. E não é vergonha nenhuma! O importante é pensar como quitá-las e procurar meios, serviços e pessoas que possam de alguma maneira te ajudar.

Mais que simplesmente vender um serviço a Helpay se preocupa com o seu bolso e seu bem-estar financeiro. Por isso, além deste artigo, procure um dos nossos especialistas para sanar dúvidas e realizar pagamentos do seu veículo. Tudo sem compromisso teremos o maior prazer em te ajudar nesta jornada.

Conte conosco.

Write A Comment

Close Bitnami banner
Bitnami